“Açores Primeiro é um exercício de liberdade, cidadania, responsabilidade e de Autonomia”, afirmou Vasco Cordeiro

O movimento de participação cívica ‘Todos Contam! Açores Primeiro’, “é um exercício de liberdade, de cidadania, de responsabilidade, mas também de Autonomia, a começar pela autonomia de cada um de nós, daquilo que achamos que deve ser o nosso futuro coletivo, mas também de autonomia como um modelo de auto governo, de nós Açorianos dizermos aquilo que entendemos que deve ser o nosso futuro”, sublinhou este sábado o Presidente do PS/Açores.

Vasco Cordeiro, que falava no Açor Arena, em Vila Franca do Campo, na sessão de abertura da iniciativa, assinalava assim os 50 anos da Autonomia, que se irão celebrar em 2026, como sendo o tempo de “termos mais proximidade, envolvência e participação, na discussão daquele que deve ser o futuro da Região”.

“Muito se alcançou durante estes 50 anos: construção de estradas, escolas, centros de saúde, habitações. Muito se fez no acesso à educação e à saúde, mas 50 anos depois, é tempo de chamar todos a dizer o que querem que a Autonomia seja no futuro”, referiu o Presidente do PS/A, acrescentando ainda ser esse o propósito do movimento, “a chamada à participação e ao debate, para que todos façam parte na definição do nosso futuro”.

Segundo Vasco Cordeiro, o movimento impulsionado pelo PS/A, é um movimento de “exercício de liberdade, para participar, opinar, propor, mas também criticar, dizer que não concordo, para dizer que entendemos que deve ser diferente”, mas também um exercício de cidadania e de responsabilidade, “desde logo porque nos interessamos por aquilo que é nosso, pela nossa comunidade. Mas responsabilidade também porque propor, opinar, refletir e debater é um pouco diferente do que apenas um post numa rede social ou um artigo num jornal ou a conversa critica de café”, afirmou.

Durante a sessão de lançamento da iniciativa Vasco Cordeiro lançou ainda um apelo à juventude Açoriana, quer aos que estão idade escolar, quer aos jovens profissionais, nomeadamente “o jovem médico, engenheiro, empresário, mas também ao jovem agricultor, ao jovem pescador, ao jovem trabalhador por conta própria”, para que todos possam participar no futuro que querem para a Região.

Já a Comissária Geral do Movimento, a Pró-Reitora da Universidade dos Açores, Sandra Faria, sublinhou que com a participação de todos, os Açores podem ser ainda melhores”. Para tal, o movimento ‘Todos Contam! Açores Primeiro’ pretende dar voz às 10 ilhas, “de Santa Maria ao Corvo e à imensa ilha da comunidade Açoriana”, envolvendo todos na discussão em prol dos Açores.

Nesse sentido, este movimento de participação cívica está organizado em cinco áreas temáticas, que vão desde a Qualidade de Vida, à Coesão, à Sustentabilidade, passando ainda pela Governação e Transparência, Cultura e Património, tendo ainda cada uma destas áreas um Comissário Temático: Ana Catarina Rego, Ivo Sousa, Carla Gomes, Rodrigo Oliveira e Ana Brum, respetivamente.

Sendo esta geração a mais qualificada no que o acesso às tecnologias diz respeito, o Comissário Executivo do Movimento, Nuno Tomé, sublinhou que se pretende, através de sessões participativas, responder às questões lançadas à partida. Nesse sentido, pode acompanhar toda a ação do movimento ‘Todos Contam! Açores Primeiro’ através do site www.acoresprimeiro.pt.

Scroll to top